Coerente com os critérios que caracterizam a Área Interdisciplinar, o Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas tem como meta a formação de recursos humanos em nível de Mestrado e Doutorado capacitados para atuar na identificação, formulação, análise e busca de soluções para os relevantes desafios, cada vez mais complexos, identificados nas diversas áreas de interesse das atividades da saúde humana. A abrangência interdisciplinar dos problemas apresentados, frequentemente, demanda na atuação de profissionais com formação diversificada, isto é, equipes competentemente articuladas para tratá-los com a abrangência e a profundidade necessárias.

Esta tem sido uma tendência mundial, ou seja, a implementação de programas acadêmicos que tratam de questões, intrinsecamente, interdisciplinares e complexas, comprometidos com a inclusão social, mais ainda, em se tratando de uma Instituição de Ensino Superior de natureza pública. Foi a partir dos grupos de pesquisa consolidados e em processo de consolidação que surgiu a iniciativa de criação deste Programa de Pós-Graduação pelo Instituto de Ciências da Saúde da UFBA, recomendado pela CAPES em dezembro de 2008, e instalado em 2009. A diversidade da formação profissional do corpo docente e discente tem assegurado o convívio com experiências, abordagens e olhares distintos do objeto comum, mas que se complementam, harmonicamente, no processo de formação e capacitação de pessoas em nível stricto sensu. Esta variedade implícita na Biologia dos Órgãos e Sistemas transcende o simples agrupamento de concepções periféricas para se sobrepor de forma integrada aos campos individualizados, sem comprometer, contudo, o delineamento individual dos mesmos.

A gênese de egressos altamente qualificados para atender a sociedade, aliada à política de formação de educadores preparados para atuar como multiplicadores do conhecimento produzido ou reconstruído de forma inovadora são os elementos que contribuem não só na concepção de novos programas pós-graduação como, também, na ampliação e consolidação de programas vigentes, o que, certamente, qualifica, sobremaneira, o ensino de graduação. O perfil interdisciplinar do Mestrado e Doutorado em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas, coerente com a formação acadêmica diversificada do corpo docente materializada na heterogeneidade dos projetos de pesquisa, se constitui na motivação maior pela demanda de pós-graduandos médicos, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, nutricionistas, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. Diversos docentes pós-graduandos vinculados a este Programa são responsáveis pelo ensino de componentes curriculares que integram as Ciências Morfológicas, Fisiológicas, Bioquímicas, Microbiológicas, Patológicas e Biotecnológicas, enquanto que vários outros são responsáveis por componentes curriculares profissionalizantes que são da responsabilidade das Unidades de Saúde da Universidade Federal da Bahia e do próprio ICS. Professores que integram o quadro permanente da UFBA, professores substitutos contratados temporariamente e pós-graduandos no exercício das atividades de tirocínio docente têm contribuído, comprovadamente, para a melhoria do ensino de graduação, conforme o depoimento de alunos. Esta qualificação alcança aqueles cursos mantidos por outras Instituições de Ensino Superior que possuem no seu quadro funcional docentes pós-graduandos no mencionado Programa. É relevante a integração entre os docentes, os pós-graduandos e os estudantes Monitores, Bolsistas do Programa Permanecer, Bolsistas de Extensão Universitária e Bolsistas de Iniciação Científica, além dos voluntários. A solidariedade vem sendo reforçada a partir da importante participação de professores vinculados a este Programa de Pós-Graduação e Programas de Extensão, quer coordenando ou constituindo grupos de trabalho.

Professores deste Programa de Pós-Graduação têm tido relevante participação em Programas de Extensão, seja coordenando ou integrando equipes de trabalho. Cabe ressaltar experiências consideradas relevantes em virtude da estreita relação com a inclusão social, tais como: Expansão do Programa de Controle de Asma e Rinite Alérgica na Bahia para rede de atenção básica de saúde, Educação para a saúde no município de São Francisco do Conde: ações extensionistas da rede de estudos em ambiente e saúde (Recôncavo-Saúde), Implantação de um Laboratório de Desenvolvimento e inovação de alérgenos e produtos biotecnológicos relacionados no Parque Tecnológico – TECNOVIA, Salvador, Bahia, estabelecimento da primeira Unidade de Aconselhamento Genético em Câncer Hereditário e de um Laboratório de Oncogenética no Nordeste Brasileiro, Labimuno – projeto que presta serviço de imunodiagnóstico, ensaios sorológicos, dosagens de hormônios e de marcadores tumorais e imunofenotipagens de hemopatias malignas destinados, exclusivamente, ao atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde, dentre outros.
A esses projetos se somam os serviços prestados pelos laboratórios especializados responsáveis pelo entrelaçamento das atividades de ensino de graduação e de pós-graduação com a pesquisa e a extensão
.

A qualificação e a produtividade do corpo docente, certamente, são os elementos que contribuem, sobremaneira, para o impacto econômico a ser atribuído ao Programa. Esta condição é claramente constatada na diversidade de convênios de cooperação científica e tecnológica firmados com diversas instituições nacionais e internacionais, paralelamente à dotação de recursos financeiros captados através de projetos de pesquisa submetidos com êxito às várias agências de fomento. Consulta ao currículo Lattes do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em pauta revela o estabelecimento de importantes parcerias e apoios, seja com maior ou menor intensidade, dentre os quais se destacam: Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP/ MCT; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES; Banco do Nordeste do Brasil; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – FAPESB; Fundação Oswaldo Cruz; Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – SESAB; Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia – HEMOBA; Fundação Baiana Para o Desenvolvimento das Ciências – FBDC; Rede Nordeste de Biotecnologia e Bristol Myers Squib, entre outros.

Importantes programas de cooperação científica e tecnológica com instituições de ensino e pesquisa nacionais e estrangeiras articulam grupos de pesquisa com vistas ao intercâmbio de experiências acadêmicas e à produção de projetos interinstitucionais. Por fim, este Programa tem investido na participação dos seus pós-graduandos nos Programas Institucionais de Doutorado Sanduíche com vistas à implementação da política de qualificação de recursos humanos e de intercâmbio científico com instituições internacionais de reconhecida excelência.

Portuguese, Brazil